Apoio dos pais é fundamental no processo de alfabetização

Como a escola pode ajudar a preparar o seu filho para o mundo?
24 de abril de 2020
Classes pequenas permitem acompanhamento individualizado das crianças
6 de maio de 2020

Família deve incentivar a leitura e a escrita em situações do cotidiano, dar o exemplo de como se cultiva o hábito de ler e saber respeitar o ritmo de cada criança.

A alfabetização é uma das etapas mais importantes da vida escolar da criança. Ao aprender a ler e a escrever, ela tem acesso a novos conhecimentos, amplia a sua compreensão do mundo e sua inserção na sociedade. Nesse momento, o apoio e o incentivo dos pais são essenciais.

“A escola proporciona para as crianças os estímulos necessários para esse aprendizado, e os pais poderão reforçar isso em casa, criando um ambiente alfabetizador”, diz Louise Ayumi Leite, professora da Educação Infantil da Escola Roberto Norio.

Ela sugere que a família aproveite algumas situações do cotidiano para mostrar para a criança que não é apenas na sala de aula que estão as letras do alfabeto. “Seja no mercado, nas placas da rua, no cardápio do restaurante ou em uma simples lista de compras, podemos incentivar os pequenos na escrita e na leitura. Aos poucos, eles irão reconhecer as letras e suas diferentes formas de escrita”.

Estar em contato com os livros e apresentar o hábito de ler é outra maneira de estimular as crianças. “A contação de uma história ou a leitura compartilhada de um gibi ajudam no desenvolvimento desse hábito e a se familiarizar com o conjunto das letras. Elas podem fazer a leitura de pequenas palavras e, gradativamente, essa prática se tornará prazerosa e desafiadora”, afirma a professora.

Durante esse processo, de acordo com Ayumi, é fundamental que os pais respeitem o ritmo de cada um e evitem fazer comparações. Isso porque, às vezes, pode acontecer da criança se sentir insegura frente a outros colegas que têm mais facilidade. “O processo de alfabetização pode ser comparado com o preparo de pipocas: todas estão na panela, recebendo o óleo, que seriam os estímulos. Mas, se observarmos bem, os grãos de milho não estouram todos ao mesmo tempo, e sim cada um no seu ritmo. Do mesmo modo as crianças, pois cada uma tem sua velocidade e sua forma de aprender”.

Para ela, os pais devem não só acompanhar os filhos nessa jornada, mas ajudá-los a desfrutar desses momentos. “O período da alfabetização é muito especial. Podemos ver o brilho nos olhos de cada criança ao conseguir ler e escrever de forma independente. Com atitudes simples, podemos ajudá-los nesse processo e fazer grande diferença nessa aprendizagem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *