Como abordar a pandemia do coronavírus com as crianças?

Pais e escolas devem ajudar as crianças a combater preconceitos
6 de abril de 2020
Como estimular nas crianças o hábito da leitura antes mesmo da alfabetização?
13 de abril de 2020

Na Escola Roberto Norio, as professoras conversaram sobre transmissão e cuidados e fizeram atividades com os alunos; informações devem ser dadas no contexto e sem alarde

No mundo todo, o assunto é um só: a pandemia do novo coronavírus e a crise provocada por seus impactos. As crianças, em geral, estão acompanhando ativamente essas notícias, e as orientações das escolas e dos pais são essenciais nesse momento, tanto para ressaltar os cuidados com a higiene, como para contextualizar as informações para a faixa etária e evitar que o pânico se espalhe.

“As crianças percebem o que está acontecendo, assistem o noticiário e podem se assustar ao ouvir sobre o agravamento da situação e as mortes que estão ocorrendo, por exemplo. Por isso é importante retomar o assunto com eles, mas sem provocar alarme e medo”, diz Ana Lucia Camargo Lima, coordenadora pedagógica da Escola Roberto Norio.

Antes da suspensão das aulas, a escola adotou vários caminhos para trabalhar essa questão. No Ensino Fundamental, a primeira coisa foi entender o que os alunos já sabiam sobre o assunto. “A partir das informações que eles tinham, a professora retomou as explicações e abordou o que é o vírus e as formas de contágio e prevenção, sempre sob a perspectiva de ressaltar a seriedade do momento, mas sem provocar pânico”.

Os professores conversaram com os alunos sobre as medidas de higiene, como a lavar as mãos de acordo com os procedimentos indicados, e os cuidados ao espirrar e tossir. Eles também foram orientados a não usar o bebedouro da escola e trazer a sua própria garrafinha de água. Na Educação Infantil, as crianças assistiram a um vídeo de uma personagem sobre as formas de transmissão dos vírus e as medidas necessárias para se proteger. Os maiores tiveram uma pequena aula em slides sobre o caminho percorrido pelo vírus nos diferentes países e produziram um painel informativo.

Quando as aulas foram suspensas, as crianças saíram bem conscientes dos cuidados que precisam ter e com explicações sobre a situação. As famílias também receberam orientações. “A escola tem a preocupação de estar sempre atualizada, buscando fontes confiáveis para transmitir informações seguras para pais, alunos e funcionários, para que possamos passar de forma mais tranquila por essa fase tão difícil.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *