Exercícios contribuem para a saúde física e mental na quarentena

Atividades lúdicas ajudam famílias a quebrar a rotina na quarentena
26 de maio de 2020
Convivência harmoniosa requer empatia e respeito ao espaço do outro
28 de maio de 2020

Em casa e privadas do contato com os colegas da escola, as crianças precisam se movimentar e gastar energia; práticas também são forma de recreação e relaxamento   

Durante a quarentena, com o isolamento social e a realização de atividades de forma remota, as famílias têm sua rotina alterada. Nesse período, é importante que todos mantenham hábitos saudáveis, que podem ajudar a passar por essa fase da melhor forma possível. A prática de exercícios, por exemplo, auxilia na saúde física e mental ao aumentar a disposição e a autoestima e diminuir a ansiedade e o stress. 

“As crianças precisam desses momentos para extravasar, gastar a energia e aliviar as tensões decorrentes da permanência em casa e, muitas vezes, da sobrecarga de lições. Como elas não estão tendo contato presencial com os colegas e a possibilidade de brincar e correr com eles, as atividades físicas são um modo de recreação e relaxamento”, diz Giovani Bolzani Possebon, professor de educação física do Ensino Fundamental I da Escola Roberto Norio.

Ele tem passado exercícios físicos por meio de lives e vídeos para os alunos realizarem em casa. As aulas acontecem duas vezes por semana e têm cerca de 25 minutos de duração. Após o momento de alongamento de pernas e braços, são trabalhados exercícios para aumentar a frequência cardíaca, como polichinelos e corrida parada. Na sequência, ele propõe atividades mais lúdicas, como vivo ou morto, e que sejam possíveis de adaptações em casa. A bola ao cesto, por exemplo, pode ser feita com bolas de meias e baldes. No boliche, a ideia é usar objetos que não quebram, como latinhas de refrigerante.

“Além do condicionamento físico, o benefício maior é cuidar do bem-estar e da mente das crianças, proporcionando momentos de diversão e contato com os colegas. Nas lives, percebemos a necessidade que estão tendo de interagir com os amigos. Esse trabalho também tem essa função”, afirma o professor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *