Mente, corpo e socioemocional: os pilares pedagógicos que toda escola deveria ter

Soroban: por que a ferramenta é tão importante no desenvolvimento de crianças na escola?
23 de outubro de 2018
Escola Roberto Norio é destaque na Revista Educação
25 de outubro de 2018

Baseada em um tripé educacional, a proposta da Escola Roberto Norio é desenvolver habilidades mentais, físicas e socioemocionais nas crianças para formar futuros jovens e adultos plenos

O reconhecimento do valor de cada criança é o que norteia o trabalho da Escola Roberto Norio. Sua fundadora, a educadora Kazuko Yamauchi, baseou-se em princípios da educação japonesa que visam o bem-estar integral de cada indivíduo para compor o projeto pedagógico da escola. Assim, desenvolvem-se na criança pilares imprescindíveis para a vida toda.

O projeto educacional da Escola Roberto Norio se apoia em três frentes: mente, corpo e habilidades socioemocionais. “Todas são igualmente importantes e por isso dizemos que elas formam um triângulo equilátero da nossa estrutura educacional”, diz Kazuko. Em cada campo a criança aprende a desenvolver seu potencial ao máximo.

Para trabalhar a mente, são usadas, por exemplo, técnicas como aulas de Soroban, também conhecido como ábaco japonês, música e até robótica. Para exercitar o corpo, a escola oferece diversas atividades, entre elas aulas de balé, aikidô e futebol. Por fim, todas as atividades convergem para o ensino socioemocional, em que a criança aprende a lidar com as próprias emoções.

Sentido pedagógico na prática

A concepção do triângulo equilátero pode ser observada a todo momento na escola. “Nossas aulas de educação tecnológica para o Ensino Infantil, por exemplo, estão conectadas à ideia do desenvolvimento da criatividade, da capacidade de trabalhar em equipe, do despertar da curiosidade e do pensamento crítico, o que vai ao encontro da aprendizagem socioemocional”, destaca a fundadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *