História

Roberto Norio nasceu dia 11 de janeiro de 1973. Filho da diretoria da escola Sra. Kazuko Yamauchi, concluiu o ensino fundamental no Liceu Pasteur, ingressando no Colégio Arquidiocesano para iniciar o ensino médio quando no 2º ano, foi diagnosticado com leucemia.

Iniciou seu tratamento em 1989, e 1990 viajou ao Japão para prosseguir seu tratamento a convite de um professor titular especializado em leucemia da faculdade de medicina de Niigata. Roberto veio a falecer no dia 8 de fevereiro de 1991 com 18 anos.

Roberto foi escoteiro, onde teve muito contato com a natureza, estudou a língua japonesa, a fase mais marcante de sua vida, na qual as atividades em grupo eram intensas, possibilitando a ele adquirir espírito e respeito aos mais velhos e cuidado com os menores. Tendo feito muitas atividades como aulas de cerimonia do chá, escrita em pincel (shodo), coral e piano.

Ele era um menino cheio de vida e também adorava esportes, principalmente o futebol. Até mesmo para o tratamento no Japão levou seu uniforme do São Paulo e sua bola oficial dizendo que quando melhorasse iria jogar com os amigos japoneses. Seu material está ate hoje em exposição numa escola de Niigata.

Numa manha fria, porém gostosa, calmamente abre os olhos, e com a fisionomia tranquila e serena, olha para sua mãe e profere as seguintes palavras:

“Mãe, abra a janela, o filme acabou. Agora você deve voltar para as crianças que estão te esperando."

Assim, meio ano após seu falecimento, em agosto de 1991 surge a Escola Roberto Norio, especialmente dedicada ás crianças da faixa etária de 2 a 10 anos, conforme era o desejo de Roberto.