Quais habilidades o professor deve ter para que o aluno aprenda?

Como desenvolver a independência nas crianças
8 de janeiro de 2019
Pais e Filhos - Escola
Preparem-se pais: chegou a hora do seu filho ir para a escola
24 de janeiro de 2019

Muito se fala sobre a importância do professor para a educação. O profissional faz a ponte entre o aluno e o conhecimento e, por isso, é essencial que ele seja bem qualificado para o ensino. Mas quem está em sala de aula precisa ir além: deve saber acolher a criança, entender suas angústias e escutá-la a fim de tornar o aprendizado efetivo.

O vínculo criado entre professor e aluno é tão importante quanto a transmissão dos conteúdos pragmáticos, principalmente nos primeiros anos de vida escolar. É por meio da relação de confiança que a criança passa a se sentir segura, acolhida, motivada e plena para o desenvolvimento de seu potencial. O professor se torna assim uma figura admirada e querida pelo aluno, que enxerga nele alguém inspirador.

Isso não significa que o profissional deva bajular a criança ou ser uma espécie de segundo pai/mãe dela. O vínculo afetivo, que não deve ser confundido com superproteção, serve para inspirar e criar um ambiente propício ao aprendizado. É a partir dessa relação que o aluno se sentirá à vontade, por exemplo, para procurar o professor em caso de dúvidas na matéria ou até mesmo se houver problemas pessoais.

Professor ‘facilitador’ 

Seguindo as boas práticas internacionais de educação, o professor deve ser uma espécie de facilitador do aprendizado. Na Roberto Norio, por exemplo, o papel dele é conduzir a criança ao caminho do conhecimento, deixando, inclusive, com que ela erre para aprender. É dessa forma que o aluno vai ganhando autonomia para resolver problemas de forma criativa. Nesse processo, conquista-se aos poucos independência e desenvolvem-se habilidades como criatividade, atenção, memória e raciocínio lógico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *